QUEM SOU EU NESTE BLOG...


QUEM SOU EU NESTE BLOG






"Não acredite em nada que você ler neste blog, pesquise, experimente, repita os experimentos" Parafraseando um Conceito e incredulidade Conscienciológico








AS VEZES ME SINTO SÓ, APESAR DE RODEADO DE SERES MUITO IMPORTANTES PARA MIM. SERES QUE COM CERTEZA ESCOLHI POR ALGUMA RAZÃO PARA COMIGO CONVIVEREM. COMO ESCOLHI, NÃO LHES CABE CULPA E LHES SOBEJAM QUALIDADES QUE ÀS VEZES SUFOCAM. SOBRAM-ME AS RECORDAÇÕES PARA DRIBLAR ESSES PEQUENOS LAPSOS:



IMAGENS, LUGARES, CONHECIMENTOS,



TÉCNICAS, CORES,



AMIGOS, PARENTES, PERFUMES, ODORES,



CHEIROS E SABORES...









Meus blogs:

http://blogdeitaara.blogspot.com

http://blogdosentapua.blgspot.com

































quarta-feira, 26 de setembro de 2012

A qualidade da carne influi no churrasco?

A resposta é sim. Claro que a carne de novilho precoce é melhor que de boi comum que é melhor do que o boi azebuado. Claro que os cortes têm diferença entre si. Claro que as raças que têm no seu DNA a gordura entremeada terão a sua carne melhor do que as outras raças. Os bois criados em pastos muito bons como na divisa com o Uruguai e no próprio Uruguai, tem seu peso ideal de abate um pouco mais cedo que nos outros locais. Na Argentina isso acontece também. Esses bois tem a carne melhor que em outras localidades. Isso é patente.
Estive comemorando meu aniversário em Porto Alegre em companhia das minhas filhas do primeiro casamento e, como uma delas mora com a mãe, com minha ex-esposa. Estavam também os ex-cunhados, os sobrinhos pelo lado deles, a minha atual esposa e a minha ex-sogra. Esta comemoração também se estendeu ao aniversário da filha mais velha. A filha do meio que faz aniversário em Outubro também foi homenageada por mim.
Mas voltando ao churrasco. Como em minha cidadezinha o poder aquisitivo é baixo, o melhor supermercado acompanha essa tendência e tem os produtos para churrasco de um nível médio. As carnes em geral são boas mas não têm a macies da carne uruguaia ou bageense. A bageense nem cheiramos. A uruguaia as vezes aparece por aqui, com um preço maior.
Pois tem uma rede grande de Supermercados que só trabalha com a carne uruguaia. Levei um susto do preço dos cortes. Como não tínhamos outra opção, compramos aquela mesma, usando a estratégia da vaquinha para baratear. Compramos costela e um naco de vazio da costela. Alguns complementos como coração de frango, coxinhas da asa, costelinha de porco, salsichão e pão com alho. Quando o pessoal começou a chegar, muitos acharam que era muito carne.
Assados os aperitivos foram servidos e logo em seguida servimos a mesa, começando com as coxinhas da asa. Passamos para a costela de porco e por fim a carne de gado. Servi primeiro o vazio que parecia ter sido cozido na panela de tão macio. Fui bater a costela, foi um tal de cair osso que aliviei a mão e o pessoal reclamou um pouco do sal. Expliquei que deveriam dar um trato nela antes de comer e que se não fizesse isso, não teríamos a costela como todos eles gostam.
Recebi os elogios e os transferi para a carne, pois era ela o grande acontecimento da noite.
Sobrou uns poucos pedaços que foram devidamente almoçados no dia seguinte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário